Bem Vindo!

ESPINHEIRA SANTA 500mg - Ação gastroprotetora

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em estoque

R$40,00

Descrição Rápida




  • Ação gastroprotetora

  • Redução de dores no estômago 

  • Alternativa natural ao Omeprazol 

  • Atividade semelhante aos bloqueadores de bomba, tais como Omeprazol, mas não altera o pH gástrico, impedindo gastrite alcalina, problemas de digestão e deficiência de Vitamina B12 (que leva a Alzheimer).


 


* Foto meramente ilustrativa

ESPINHEIRA SANTA 500mg - Ação gastroprotetora

Detalhes

 

Auxilia no combate as dores de estômago, acidez estomacal, gastrites e ulceras, evitando a fermentação e formação de gases.

 

A espinheira santa de nome científico Maytenus ilicifolia é uma planta medicinal, cientificamente comprovada sua eficácia no combate às dores de estômago, gastrite, úlcera, azia e queimação devido às suas propriedades medicinais.

 

Combatendo aos problemas de acidez estomacal, pois acalmam as dores das úlceras e evita a fermentação e a formação de gases. É utilizada também em banhos como cicatrizante das inflamações da pele (acne, eczema, herpes). Devido aos taninos presentes, revela um potente efeito anti-úlcera gástrica. Esta ação ocorre também pelo aumento do volume e pH do conteúdo gástrico.

 

Tem ainda poder cicatrizante sobre a lesão ulcerosa. Pela sua ação antisséptica paralisa rapidamente as fermentações gastrintestinais. Tem potente efeito anti-úlcera gástrica devido à ação dos taninos. Tem poder cicatrizante de lesões ulcerosas do estômago devido à diminuição da acidez estomacal pelo aumento da secreção gástrica. Tem ação antisséptica, devido à expressiva quantidade de taninos, atuando rapidamente na paralisação das fermentações gastrintestinais.

 

Sua propriedade tonificante se deve à reintegração das funções estomacais por ela promovida. Certas hepatopatias têm como causa perturbações intestinais. Nestas perturbações, a espinheira-santa age corrigindo o funcionamento intestinal.

 

 

Mecanismo de Ação Antiulcerogênico

 

As ações da M. ilicifolia na úlcera péptica e gastrite envolvem mais de um mecanismo de ação:

 

  • Atividade semelhante aos bloqueadores H como a cimetidina, inibindo o aumento da produção de 2 HCl pelas células oxínticas do fundo gástrico, induzido pela histamina; 
  • Inibe o efeito da gastrina, diminuindo a acidez; - Inibe a ATPase da membrana potássio-dependente das células da mucosa gástrica responsáveis pela secreção de ácido clorídrico no estômago, esse mecanismo se processa por inibição competitiva; 
  • Possui ação bacteriostática contra a H. pylori in vitro. Tal ação deve-se principalmente à alteração na permeabilidade da membrana, levando a perdas de eletrólitos e água; 
  • Dificulta a adesão da bactéria à mucosa gástrica, desta forma impedindo sua ação patogênica; 
  • Quanto maior o tempo do tratamento, maior será a gastroproteção sem, entretanto, haver alterações no pH. 

 

 

Indicações

 

Dispepsia e como coadjuvante no tratamento de gastrite e úlcera gastroduodenal.

 

 

Modo de Usar

 

Tomar 2 cápsulas 2x ao dia ou conforme orientação de profissional habilitado

 

 

Composição

 

Espinheira Santa extrato seco 500mg

Frasco com 120 cápsulas

 

 

Efeitos Adversos

 

Pode provocar contrações uterinas e reduzir a produção de leite nas mulheres. O extrato aquoso é abortifaciente em ratas grávidas (100mg/kg i.p.) e citotóxica para alguns tipos de células. A administração por via oral de infusão e liofilizado de folhas não mostrou qualquer efeito tóxico em dose de até 1600 vezes superiores às recomendadas. Atividade antiulcerogênica de Espinheira Santa.

 

 

Contra-indicações

 

Não é recomendada para crianças, gestante e lactante.

 

 

_________________________________________________________________________________________

Referências bibliográficas

 

- ALONSO, J. R. Tratado de Fitomedicina. 1ª edição. Isis Ediciones. Buenos Aires. 1998 (obra que cita as referências mostradas nos itens Indicações e Ações Farmacológicas/ Toxicidade e Contra-indicações).

- TESKE, M.; TRENTINI, A. M. Herbarium Compêndio de Fitoterapia. Herbarium. Curitiba. 1994.

- COIMBRA, R. Manual de Fitoterapia. 2ª edição. 1994.

- SOARES, A. D. Dicionário de Medicamentos Homeopáticos. 1ª edição. Santos Livraria Editora. 2000.

 

 

Consulte o farmacêutico

"Não se trata de propaganda e sim descrição do produto, consulte sempre um especialista"

Produto manipulado

 


Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.

Razão Social: Acácia de Americana Farmácia e Manipulação Ltda-ME
Nome Fantasia: Acácia Farmácia de Manipulação
CNPJ: 04.641.236/0001-68
I.E.: 165.309.985.110
Horário de funcionamento: Seg a Sex: 8:00h as 18:00h Sab: 8:00h as 12:00h
Tel.: (19) 3406-1227

Farmacêutica responsável: Emanuela dos Santos Fajardo Manzi (CRF.: 21749)
Farmacêutica co-responsável: Roberta de Almeida Travassos (CRF.: 38484)

Autorização Especial AE.: 1.36069.9
Autorização de Funcionamento AFE.: 0.09597.1
Licença Municipal.: 350160801-477-000067-1-8
Certidão de Regularidade CRF.: 37141

Portal da ANVISA: http://portal.anvisa.gov.br
Consulta de CRF: http://www.crfsp.org.br

Os medicamentos sob prescrição só serão dispensados mediante apresentação da receita ou envio por fax ou e-mail.
É proibido comercializar medicamentos controlados por meio remoto.
Medicamentos podem causar efeitos indesejados. Evite a automedicação: informe-se com o farmacêutico.