Bem Vindo!

BENFOTIAMINA 350mg (90 cápsulas)

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em estoque

R$289,00
BENFOTIAMINA 350mg (90 cápsulas)

Detalhes

 

A benfotiamina é uma vitamina B1 lipossolúvel com maior biodisponibilidade do que a tiamina.

 

 

Mecanismo de ação 

 

A tiamina (vitamina B1) é metabolizada em tiamina pirofosfato, cofator da enzima transcetolase, que está envolvida na síntese da ribose. Um estudo mostrou que a ativação dessa enzima pela benfotiamina mostrou a inibição de 3 caminhos bioquímicos envolvidos na patogenia do dano vascular induzido pela hiperglicemia:

 

 

 

Posologia indicada no estudo 

 

Os pacientes receberam benfotiamina 350 mg, 3 vezes ao dia.

 

 

Efeitos adversos

 

Dois estudos, um publicado no Alcohol and Alcoholism (Oxford, Oxfordshire) e o outro no International Journal of Clinical Pharmacology and Therapeutics, mostraram que não houve efeitos adversos relacionados à terapia com benfotiamina.

Alcohol Alcohol. 1998 Nov-Dec;33(6):631-8.

Int J Clin Pharmacol Ther. 2005 Feb;43(2):71-7.

 

Não foram encontrados efeitos adversos relacionados à administração por via oral de benfotiamina na literatura pesquisada (1,2,6-9). Contra-indicações Não encontradas na literatura pesquisada.

 

 

Contra-indicações

 

Não encontradas na literatura pesquisada.

 

 

Interações medicamentosas

 

Não encontradas na literatura pesquisada.


 

Apresentação

 

Benfotiamina 350mg

Frasco com 90 cápsulas.

 

 

Modo de usar

 

350 mg, 3 vezes ao dia.

 

 

Estudos

 

Os AGEs, ou produtos finais de glicação avançada, como por exemplo a carboximetil lisina, têm como maior fonte exógena a dieta. Cerca de 10% dos AGEs ingeridos são rapidamente absorvidos e parcialmente retidos no corpo, onde eles exercem diferentes efeitos patológicos, incluindo a ligação e a ativação de receptores para AGEs. O metilglioxal, um precursor dos AGEs também pode ativar esses receptores.

De acordo com um estudo recentemente publicado no The American Journal of Clinical Nutrition, refeições com alto conteúdo de AGEs induzem a prejuízos agudos na função vascular mais pronunciados do que alimentos idênticos (porém com baixo teor de AGEs) em pacientes com diabetes tipo 2.

Diabetes Care. 2006 Sep;29(9):2064-71.

Am J Clin Nutr. 2007 May;85(5):1236-43.

 

Benfotiamina 350 mg, 3 vezes ao dia

Estudo sugere que essa vitamina pode prevenir a disfunção

endotelial pós-prandial em pacientes portadores do

diabetes tipo 2

 

Treze pessoas com diabetes tipo 2 foram analisadas em duas ocasiões. Elas tinham idade média de 56,9 anos e nenhum histórico de eventos cardiovasculares agudos nos 6 meses anteriores ao início do estudo.

 

Os pacientes receberam uma refeição com alto conteúdo de AGEs antes e após 3 dias de terapia com benfotiamina 350 mg, 3 vezes ao dia, segundo um modelo cruzado:

 

* Dieta padronizada com elevado índice de AGEs.

 

Resultados

 

 

 

Conclusão

 

De acordo com os resultados desse estudo, pode-se confirmar a existência da disfunção endotelial micro e macrovascular acompanhada pelo aumento do estresse oxidativo após uma refeição rica em AGEs em indivíduos com diabetes tipo 2 e sugere-se a benfotiamina como um tratamento preventivo potencial.

Diabetes Care. 2006 Sep;29(9):2064-71.

 

 

Outros resultados do estudo:

 

Efeitos no estresse oxidativo: A alimentação rica em AGEs induziu um aumento significativo na concentração dos produtos resultantes da reação com o ácido tiobarbitúrico (TBARS), sendo esse efeito reduzido pela benfotiamina.

 

Efeito nos marcadores inflamatórios: Houve um aumento significativo da proteína C-reativa quando foi administrada a alimentação rica em AGEs e após a suplementação com benfotiamina não foi observada mudança significativa nesse parâmetro.

 

Efeitos nos marcadores séricos da disfunção endotelial: Todos os marcadores circulantes da disfunção endotelial, tais como E-selectina, ICAM-1 e VCAM-1, aumentaram significativamente após a alimentação rica em AGEs. Esses efeitos foram prevenidos pelo pré-tratamento com benfotiamina.

 

_________________________________________________________________________________________________

Referências Bibliográficas

 

1. Stirban A, Negrean M, Stratmann B, Gawlowski T, Horstmann T, Götting C, Kleesiek K, Mueller-Roesel M, Koschinsky T, Uribarri J, Vlassara H, Tschoepe D. Benfotiamine prevents macro- and microvascular endothelial dysfunction and oxidative stress following a meal rich in advanced glycation end products in individuals with type 2 diabetes. Diabetes Care. 2006 Sep;29(9):2064-71.

2. Negrean M, Stirban A, Stratmann B, Gawlowski T, Horstmann T, Götting C, Kleesiek K, Mueller-Roesel M, Koschinsky T, Uribarri J, Vlassara H, Tschoepe D. Effects of low- and high-advanced glycation endproduct meals on macro- and microvascular endothelial function and oxidative stress in patients with type 2 diabetes mellitus. Am J Clin Nutr. 2007 May;85(5):1236-43.

3. Neri S, Signorelli SS, Torrisi B, Pulvirenti D, Mauceri B, Abate G, Ignaccolo L, Bordonaro F, Cilio D, Calvagno S, Leotta C. Effects of antioxidant supplementation on postprandial oxidative stress and endothelial dysfunction: a single-blind, 15-day clinical trial in patients with untreated type 2 diabetes, subjects with impaired glucose tolerance, and healthy controls. Clin Ther. 2005 Nov;27(11):1764-73.

4. Anderson RA, Evans LM, Ellis GR, Khan N, Morris K, Jackson SK, Rees A, Lewis MJ, Frenneaux MP. Prolonged deterioration of endothelial dysfunction in response to postprandial lipaemia is attenuated by vitamin C in Type 2 diabetes. Diabet Med. 2006 Mar;23(3):258-64.

5. Evans M, Anderson RA, Graham J, Ellis GR, Morris K, Davies S, Jackson SK, Lewis MJ, Frenneaux MP, Rees A. Ciprofibrate therapy improves endothelial function and reduces postprandial lipemia and oxidative stress in type 2 diabetes mellitus. Circulation. 2000 Apr 18;101(15):1773-9.

6. Berrone E, Beltramo E, Solimine C, Ape AU, Porta M. Regulation of intracellular glucose and polyol pathway by thiamine and benfotiamine in vascular cells cultured in high glucose. J Biol Chem. 2006 Apr 7;281(14):9307-13. Epub 2006 Feb 1.

7. Woelk H, Lehrl S, Bitsch R, Köpcke W. Benfotiamine in treatment of alcoholic polyneuropathy: an 8-week randomized controlled study (BAP I Study). Alcohol Alcohol. 1998 Nov-Dec;33(6):631-8.

8. Haupt E, Ledermann H, Köpcke W. Benfotiamine in the treatment of diabetic polyneuropathy--a three-week randomized, controlled pilot study (BEDIP study). Int J Clin Pharmacol Ther. 2005 Feb;43(2):71-7.

9. Martindale, The complete drug reference, 34ª edition.

 

Consulte o farmacêutico 

"Não se trata de propaganda e sim descrição do produto, consulte sempre um especialista"

Produto manipulado 

 

 


Você pode também estar interessado nos seguintes produtos

POMEGRANATE (Extrato Seco de Romã) 225mg (60 cápsulas)

POMEGRANATE (Extrato Seco de Romã) 225mg (60 cápsulas)

R$83,00
     

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.

Razão Social: Acácia de Americana Farmácia e Manipulação Ltda-ME
Nome Fantasia: Acácia Farmácia de Manipulação
CNPJ: 04.641.236/0001-68
I.E.: 165.309.985.110
Horário de funcionamento: Seg a Sex: 8:00h as 18:00h Sab: 8:00h as 12:00h
Tel.: (19) 3406-1227

Farmacêutica responsável: Emanuela dos Santos Fajardo Manzi (CRF.: 21749)
Farmacêutica co-responsável: Roberta de Almeida Travassos (CRF.: 38484)

Autorização Especial AE.: 1.36069.9
Autorização de Funcionamento AFE.: 0.09597.1
Licença Municipal.: 350160801-477-000067-1-8
Certidão de Regularidade CRF.: 37141

Portal da ANVISA: http://portal.anvisa.gov.br
Consulta de CRF: http://www.crfsp.org.br

Os medicamentos sob prescrição só serão dispensados mediante apresentação da receita ou envio por fax ou e-mail.
É proibido comercializar medicamentos controlados por meio remoto.
Medicamentos podem causar efeitos indesejados. Evite a automedicação: informe-se com o farmacêutico.